Programação de Janeiro


Para iniciar a temporada de 2019 o Centro Municipal de Cultura recebe a 20ª edição do Porto Verão Alegre que ilumina os meses de janeiro e fevereiro na capital. No primeiro mês do ano serão 7 espetáculos na Sala Alvaro Moreyra e 5 no Teatro Renascença, todos da programação do festival.

Confira abaixo os detalhes da programação!


Tremor: sobre como as coisas foram chegar neste ponto

tremor - foto adri marchiori 1
Foto: Adri Marchiori

Sala Álvaro Moreyra
Terça-feira (08), quarta-feira (09) e quinta-feira (10) às 21 horas

Ingressos antecipados: R$ 30 inteira, R$ 24 ZH e Banricompras, R$ 20 meia-entrada
Venda on-line:  www.portoveraoalegre.com.br
Venda na hora: R$ 40 inteira e R$ 20 meia-entrada
Classificação Etária: 14 anos

Duração: 75 minutos

Sinopse

Século XXI, paisagens caóticas de violência e miséria disfarçadas sob luzes de neon. No meio da turbulência dos acontecimentos e tremores do mundo, navegamos em meio a naufrágios. Quem somos? Fragmentos de nós em imagens aceleradas, frases intercortadas, nossos modos de percepção formatados por horas diante de telas, zap, cut, fade, ainda que atropelados pela lama toda, canibalizamos. Como podemos narrar nossa história, nosso tempo, nosso mundo? O teatro é um lugar onde tudo é possível, devorado, recriado. Um espaço onde podemos nos encontrar e repensar, espaço de invenção e afeto.

Ficha Técnica

Autor: Maria Milisavljevic / Direção: Patricia Fagundes / Elenco: Priscilla Colombi, Lauro Fagundes e Evandro Soldatelli, com as participações especiais de Patrícia Fagundes e Ander Belotto / Encenação: Patricia Fagundes / Coreografias e provocações corporais: Marco Rodrigues (My House) / Assistência de direção: Ander Belotto  / Cenografia: Rodrigo Shalako / Paisagens e seleção musical: Virginia Anderle Cigolini e equipe / Criações percussivas: Priscilla Colombi / Vozes: André Varela, Dale Althea Heinen, Leonardo Machado, Mirna Spritzer, Patrícia Fagundes / Criação gráfica e assistência de produção: André Varela / Direção de Produção: Patrícia Fagundes / Crítico interno: Renato Mendonça AGORA Crítica Teatral / Assessoria de Imprensa: Léo Sant’Anna / Fotografia: Adriana Marchiori / Registro de vídeo: Maurício Casiragui / Realização: Goethe-Institut Porto Alegre, Sesc/RS, Cia Rústica de Teatro / Correalização: Agora Crítica Teatral e Grupo My House / Apoio: PPGAC (Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas -UFRGS) e DAD (Departamento de Arte Dramática – UFRGS)

O Feio

o feio - foto ramon brant 2
Foto: Ramon Brant

Sala Álvaro Moreyra
Sexta-feira (11), sábado (12) e domingo (13) às 21 horas

Ingressos antecipados: R$ 30 inteira, R$ 24 ZH e Banricompras, R$ 20 meia-entrada
Venda on-line:  www.portoveraoalegre.com.br
Venda na hora: R$ 40 inteira e R$ 20 meia-entrada
Classificação Etária: 14 anos

Duração: 70 minutos

Sinopse

“O Feio” é uma ousada comédia do dramaturgo alemão Marius Von Mayenburg. A obra se propõe a refletir sobre o culto à beleza e a autenticidade na sociedade de consumo. Privado do sucesso profissional por ser feio, Lette encontra na cirurgia plástica a solução para ascender socialmente. Uma sequência de fatos, porém, o deixa perdido em indagações acerca de sua própria identidade.

Ficha Técnica

Autor: Marius Von Mayenburg / Direção: Mirah Laline / Elenco: Danuta Zaghetto, Marcelo Mertins, Paulo Roberto Farias e Rossendo Rodrigues.

 

Como sobreviver ao fim do mundo

como sobreviver o fim do mundo - paulo fantinelli
Foto: Paulo Fantinelli

Sala Álvaro Moreyra
Terça-feira (15) e quarta-feira (16) às 21 horas

Ingressos antecipados: R$ 30 inteira, R$ 24 ZH e Banricompras, R$ 20 meia-entrada
Venda on-line:  www.portoveraoalegre.com.br
Venda na hora: R$ 40 inteira e R$ 20 meia-entrada

Classificação Etária: 14 anos

Duração: 50 minutos

Sinopse

Uma peça sobre a solidão, a angústia, ansiedade, amor, finitude, e morte, de todas as coisas, inclusive do próprio universo. O mundo vai chegar ao seu final, assim como todas as coisas na vida. A morte é um fato. Diante disso, uma mulher espera, o tempo todo, que algo emocionante aconteça. Ela decide escrever uma peça de teatro inspirada em sua própria vida e os acontecimentos são divididos com o público, ás vezes de forma narrada e outras, de forma que a atriz vivencia o que está sendo dito. Em um dado momento, já não se sabe mais se seus relatos são imaginação ou não.

Ficha Técnica

Autor: Catharina Conte e Kevin Brezolin / Direção: Kevin Brezolin / Elenco: Catharina Conte

A Doce Bárbara – Maria Bethânia em cantoria

a doce bárbara crédito mainquest
Foto: Mainquest

Teatro Renascença
Quinta-feira, 16, e sexta-feira, 17 às 21h.
Ingressos antecipados: R$ 30 inteira, R$ 24 ZH e Banricompras, R$ 20 meia-entrada
Venda on-line:  www.portoveraoalegre.com.br
Venda na hora: R$ 40 inteira e R$ 20 meia-entrada
Duração: 01:20min
Classificação: livre

Sinopse 

Esta comédia musical apresenta a vida de uma “Bethânia gaúcha”, inspirada na diva baiana e interpretada pelo ator e cantor Antônio Carlos Falcão misturando elementos reais e fictícios. O espetáculo brinca com a imagem de nossos ídolos com ironia e doses de humor, onde Falcão apresenta grandes sucessos da carreira da cantora que o inspirou.

Ficha Técnica

Autor: Antônio Carlos Falcão / Direção Musical: Alexandre Missel / Elenco: Antônio Carlos Falcão – M. Bethânia, Alexandre Missel – violão/viola, Daniel Roitman- guitarra, Bruno Coelho e Greg Patrocínio – Percussão / Direção Musical: Alexandre Missel / Som: Clauber Scholles / Iluminação: Marga Ferreira / Figurino: Ro Cortinhas / Direção Geral: Antônio Carlos Falcão

A mulher do padeiro

a mulher do padeiro
Foto: Julio Appel

Sala Álvaro Moreyra
Quinta-feira (17), sexta-feira (18), sábado (19) e domingo (20) às 21 horas

Ingressos antecipados: R$ 30 inteira, R$ 24 ZH e Banricompras, R$ 20 meia-entrada
Venda on-line:  www.portoveraoalegre.com.br
Venda na hora: R$ 40 inteira e R$ 20 meia-entrada

Classificação Etária: 14 anos

Duração: 45 minutos

Sinopse

Um homem de meia idade, abandonado por sua mulher, conversa diretamente com a plateia sobre traição e solidão, enquanto prepara uma fornada de pão. Nos seus devaneios surgem as figuras de Marcel Pagnol: o padeiro, a mulher, o amante, o padre, o marquês e a gata.

Ficha Técnica

Autor: Marcel Pagno / Direção: Ramiro Silveira / Elenco: Evandro Soldatelli / Crédito fotos: Julio Apple

Caio do Céu

teatro
Foto: Fernanda Chemale

Teatro Renascença
Sexta-feira (18), Sábado (19) e Domingo (20) às 21 horas.
Ingressos antecipados: R$ 30 inteira, R$ 24 ZH e Banricompras, R$ 20 meia-entrada
Venda on-line:  www.portoveraoalegre.com.br
Venda na hora: R$ 40 inteira e R$ 20 meia-entrada
Classificação Etária: 12 anos

Duração: 60 minutos

Sinopse

Caio do Céu traz o universo de Caio Fernando Abreu para o palco apresentando o escritor também através de vídeos e trechos de suas entrevistas. O roteiro apresenta uma face ainda pouco conhecida do autor: um homem vibrante e solar, que muitas vezes aborda com humor, leveza e profundidade a condição humana.

Ficha Técnica

Autor: Caio Fernando Abreu / Direção: Luís Artur Nunes / Elenco: Deborah Finocchiaro e Gustavo Petry / Assistência de Direção: Áurea Baptista / Iluminação: Leandro Roos Pires / Técnico de Som e Imagens: Rafael David / Produção: Cristiane Cubas e Deborah Finocchiaro / Realização: Companhia de Solos & Bem Acompanhados

Os Homens do Triângulo Rosa

os homens do triângulo rosa- foto luciane pires ferreira
Foto: Luciane Pires

Teatro Renascença
Terça-feira (22), quarta-feira (23) e quinta-feira (24) às 21 horas.
Ingressos antecipados: R$ 30 inteira, R$ 24 ZH e Banricompras, R$ 20 meia-entrada
Venda on-line:  www.portoveraoalegre.com.br
Venda na hora: R$ 40 inteira e R$ 20 meia-entrada
Classificação Etária: 14 anos

Duração: 120 minutos

Sinopse

O espetáculo retrata a história dos “triângulos rosa”, denominação pela qual são conhecidos os homossexuais que foram perseguidos pelo regime nazista. A crueza do tratamento dispensado aos prisioneiros dos campos de concentração é demonstrada no palco, mas também é possível ver a esperança de sobreviver à brutalidade por meio do amor pelo semelhante, que pode surgir nos lugares mais inesperados.

Ficha Técnica

Direção: Margarida Peixoto / Elenco: Marcelo Ádams, Frederico Vasques, Gustavo Susin, Gisela Habeyche, Pedro Delgado, Alex Limberger, Edgar Rosa e Elda Pires

Milhões contra Um

milhões contra um - credito amanda gatti
Foto: Amanda Gatti

Sala Álvaro Moreyra
Terça-feira (15) e quarta-feira (16) às 21 horas

Ingressos antecipados: R$ 30 inteira, R$ 24 ZH e Banricompras, R$ 20 meia-entrada
Venda on-line:  www.portoveraoalegre.com.br
Venda na hora: R$ 40 inteira e R$ 20 meia-entrada

Classificação Etária: 14 anos

Duração: 50 minutos

Sinopse

A peça teatral “Milhões Contra Um” ocorre em um período de no máximo 50 minutos. Uma mulher poderosa portando uma bomba escolhe a um homem de status para morrer com ela. Nesta situação desenvolve-se o diálogo entre estas duas figuras representativas de poder. Baltazar, um servidor público e Milhões, uma mulher eloquente, criam um embate que relaciona a efemeridade do momento de interação entre artistas e espectadores com a transitoriedade da vida. Questiona e reflete sobre a verdade, a sociedade patriarcal e o significado da morte.

Ficha Técnica

Autor: Raul Germano Brandão e Grupo Oazes / Direção: Ricardo Zigomático / Elenco: Lisiane Medeiros e Carlos Azevedo / Design de Iluminação: Casemiro Azevedo / Trilha Sonora Original: Vitório O. Azevedo / Cenografia: Marco Fronckowiak / Figurinos: Antonio Rabadan / Maquiagem e Cabelo: Elison Couto / Produção Executiva: Amanda Gatti / Criação: Grupo Oazes

Homem Mãe

homem mãe - rose pereira 2
Foto: Rose Pereira

Sala Álvaro Moreyra
sexta-feira (25), sábado (26) e domingo (27) às 21 horas

Ingressos antecipados: R$ 30 inteira, R$ 24 ZH e Banricompras, R$ 20 meia-entrada
Venda on-line:  www.portoveraoalegre.com.br
Venda na hora: R$ 40 inteira e R$ 20 meia-entrada

Classificação Etária: 14 anos

Duração: 100 minutos

Sinopse

A adaptação teatral livremente inspirada no universo de Valter Hugo Mãe

se desenvolve em três ambientes distintos, dentro de uma vila de pescadores. Lá vivem pessoas simples, brutalizadas pelo trabalho duro e com convicções herdadas de um passado de crenças e regras morais inabaláveis. Um pescador, tomado pela necessidade de compartilhar a vida com alguém, parte a procura de um filho no povoado.

A partir daí os outros personagens surgem na trama. Cada um com a sua dolorosa história individual e ao mesmo tempo coletiva. Uma história composta de escolhas aparentemente individuais que colocam em jogo o equilíbrio natural da vida na comunidade. Na aldeia surgem expressões de intolerância, do preconceito e do amor incondicional de uma família afetiva.

Ficha Técnica

Autor: Fernando Kike Barbosa (adaptado do universo de Valter Hugo Mãe) / Direção: Fernando Kike Barbosa / Elenco: Edgar Rosa, Elaine Segura, Emílio Speck, Gabriela Magagnin, Katia Marko, Larissa Hoffmeister, Nathan Denck, Ofélia Ferretjans, Rosângela de Britto e Vinícius Magnus

As Tias do Vinicius

as tias de vinícius - foto adriana marchiori 1
Foto: Adriana Marchiori

Teatro Renascença
Sexta-feira (25), Sábado (26) e Domingo (27) às 21 horas
Ingressos antecipados: R$ 30 inteira, R$ 24 ZH e Banricompras, R$ 20 meia-entrada
Venda on-line:  www.portoveraoalegre.com.br
Venda na hora: R$ 40 inteira e R$ 20 meia-entrada
Classificação Etária: Livre

Duração: 1h15

Sinopse

A Comédia musical “As Tias do Vinicius”, criada por Pablo Trindade, é inspirada na obra de Vinicius de Moraes. Na peça, as tias de Vinícius de Moraes esperam a visita do parente ilustre, juntamente com algumas primas e primos. Numa reunião familiar sem precedentes, todos querem de uma forma ou de outra agradá-lo, cantando suas canções ou declamando suas poesias.

A obra cria uma conexão direta entre o público e o mundo do Vinícius num trabalho apresentado pelo grupo Sem Contraindicação que recebeu o Prêmio Açorianos de Melhor Espetáculo 2015/2016.

Ficha Técnica

Autor: Pablo Trindade / Direção: Pablo Trindade / Elenco: Grupo Sem Contraindicação / Músicos – Piano, arranjos e direção musical – Pablo Trindade / Violão – Toneco da Costa / Contrabaixo – Gustavo Fetter / Percussão – Federico Trindade / Percussão – Macarena Trindade

Divaldo Franco: O semeador de Estrelas

divaldo franco - o semeador de estrelas (foto cláudio etges)
Foto: Cláudio Etges

Teatro Renascença
Terça-feira (29), Quarta-feira (30) e Quinta-feira (31) às 21 horas

Ingressos antecipados: R$ 30 inteira, R$ 24 ZH e Banricompras, R$ 20 meia-entrada
Venda on-line:  www.portoveraoalegre.com.br
Venda na hora: R$ 40 inteira e R$ 20 meia-entrada
Classificação Etária: Livre

Duração: 1h15

Sinopse 

O espetáculo homenageia o professor, humanista, pacifista e médium espírita Divaldo Pereira Franco. Em cena, a infância, mocidade e fase adulta de uma vida dedicada ao próximo, com palavras de amor e ações sociais que servem de modelo ao País, como por exemplo: A MANSÃO DO CAMINHO.

Música, humor e emoção em um espetáculo com uma mensagem positiva sobre a vida, que aborda também a mediunidade e o espiritismo, no qual ele, ao lado de Chico Xavier é um dos pilares no País e no mundo.

Ficha Técnica

Autor: Cyrano Rosalém / Direção: Renato Prieto / Elenco: Clélia Goulart, Juliana Pretto, Luis Carlos Pretto, Ney Cardoso, Aline Cornely, Allex Manzônia e Lesi Morato / Músicas: Caye Milfont / Figurinos: Anete Cota / Op. Luz: Adson Silva / Op.Som: Agnes Dimare

GPS Gaza

gps gaza - credito_ andré feltes
Foto: André Feltes

Sala Álvaro Moreyra
Terça-feira (29), quarta-feira (30) e quinta-feira (31) às 21 horas

Ingressos antecipados: R$ 30 inteira, R$ 24 ZH e Banricompras, R$ 20 meia-entrada
Venda on-line:  www.portoveraoalegre.com.br
Venda na hora: R$ 40 inteira e R$ 20 meia-entrada

Classificação Etária: 14 anos

Duração: 60 minutos

Sinopse 

Espetáculo “GPS Gaza” trata das questões humanas de experiências desapossamento, sofrimento e violência contra homens, mulheres e crianças. Duas atrizes e uma tela, diferentes vozes, projeções e cenas que vão do cômico ao dramático, percorrendo as inúmeras “Faixas de Gaza” espalhadas pelo mundo inteiro. Países como Ruanda, Bangladesh, Brasil, Venezuela, Filipinas e povos como curdos, armênios, judeus, palestinos, japoneses, tibetanos, sírios, entre tantos outros, foram usados pela história afora, servindo a interesses que não incluem o respeito à pessoa e suas necessidades.

Enquanto a geografia se anuncia alterada pelos meios de comunicação, o flagelo dos envolvidos é citado em gráficos e percentuais que afastam a realidade da dor. São os muros – concretos ou metafóricos -, sempre construídos para afastar o que não se quer ver, sentir ou saber. Assim, GPS GAZA não se debruça sobre judeus e palestinos, percorre o mundo – em grandes guerras ou nos conflitos cotidianos da convivência – onde até Deus é vendido de acordo com interesses políticos e econômicos. A dramaturgia é livremente criada a partir de fragmentos de textos, depoimentos, músicas, filmes, referências e inspirações diversas. GPS GAZA procura a Faixa de Gaza existente nas sociedades contemporâneas e dentro de cada um, aqui e agora.

Ficha Técnica

Autoras: Camila Bauer e Deborah Finocchiaro / Direção: Camila Bauer / Elenco: Deborah Finocchiaro e Áurea Baptista / Assistência de Direção: Kevin Brezolin / Direção de Vídeo: Luiz Alberto Cassol / Direção de Fotografia: Lucas Tergolina / Câmeras: Lucas Tergolina e Mano (Josias Salvaterra) / Montagem e Finalização: Lucas Tergolina e Kevin Brezolin / Entrevistas e Imagens Adicionais: Kevin Brezolin / Som Direto: Kevin Brezolin, Sue Gotardo e Antonio Perra / Participação em Vídeo: Antonio Perra, Deborah Finocchiaro, João Schoninger, Luiz Paulo Vasconcelos e Sandra Dani / Depoimento em Vídeo: Daisy Barella / Voz em Off: Deborah Finocchiaro e Kevin Brezolin / Trilha Sonora: Fernando Lewis de Mattos e Kevin Brezolin (com exceção das músicas “Dinheiro” de Laura Finocchiaro e Leca Machado e “Aestas Phantasie” de Guilherme Tavares) / Participação nas gravações do Grupo Música Mundana: Flávia Domingues Alves, Helena Oliveira Nunes, Lucas Alves, Fernando Lewis de Mattos / Operação de Som e Imagens: Rafael David / Iluminação: Carol Zimmer / Cenografia: Rodrigo Shalako e Antonio Perra / Figurinos: O grupo, Ricardo Santanna e Vera Santanna / Confecção de Figurino: Naray Pereira, Ricardo Santanna e Vera Santanna / Programação Visual: Sandro Ka / Coordenação Geral: Deborah Finocchiaro / Parceria Cultural: Projeto Gompa / Produção e Realização: Companhia de Solos & Bem Acompanhados


Texto:  Lucas Leffa

Supervisão: Fernando Zugno

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s