Sessão Maldita – POA em Cena


SESSÃO MALDITA

 

Blue Notes – Elisa Meneghetti convida Quinzê

14/09 às 23h59 – Centro Municipal de Cultura / Entrada franca

 

No espetáculo, a cantora Elisa Meneghetti convida o grupo Quinzê para adentrar no território do jazz. Através de releituras de standards internacionais, do jazz brasileiro e outras influências claras dentro da mesma linha, a banda cria um caminho de sensações através das ditas “blue notes” – acordes carregados de melancolia -, trazendo a ideia de que o amor só é bom se doer. No repertório, releituras de clássicos eternizados nas vozes de Billie Holiday, Elis Regina, Ella Fitzgerald, entre outras, além de canções de mestres como João Bosco, Tom Jobim e Chico Buarque.

Ficha técnica:

Músicos: Elisa Meneghetti (voz), Ben Müller (teclado), Lucas Etcheverria (guitarra), Matheus Albornoz (contra-baixo acústico) e Rafa Müller (bateria) / Iluminação: Carlos Azevedo / Cenografia: Elisa Meneghetti e Jeffie Lopes / Figurino: Elisa Meneghetti / Técnico de som: Magnus Viola / Contrarregragem: Leonardo Gerber / Assessoria de Mídia: Patuá Conteúdo Criativo / Recomendação etária: 18 anos / Duração: 80min

Brega eu! Breguetu!

15/09 às 23h59 – Centro Municipal de Cultura / Entrada franca

 

O Grupo Experimental, de Recife, comanda a festa com uma mistura contagiante de música e dança, com pegada brega, esbanjando sensualidade, batom vermelho e correntão. Afinal, brega tem cor, cheiro, jeito, trejeito e estilo. O perfume barato, o suor de gente pulsante e os corpos em exposição simbolizam essa estética bem brasileira e despudorada, em que todos podem se divertir em total respeito e sintonia.

 

Ficha técnica:

Direção: Mônica Lira / Elenco: Jennyfer Caldas, Rafaella Trindade, Anne Costa, Gardênia Coleto, Jorge Kildery e Everton Gomes / Iluminação: Beto Trindade / DJ: Kimberly Lindacelva C. / Trilha sonora com trechos das músicas de: Céu, Banda Torpedo, Banda Camelô, Musa do Calypso, Kelvis Duran, Ritmo Quente, Banda Sedutora e trilhas criadas por Marcelo Ferreira e João Paulo Oliveira / Ator convidado: Juliano Barros (Porto Alegre) / Produção musical: Marcelo Ferreira, João Paulo Oliveira e Grupo Experimental / Figurino: Carol Monteiro / Cenário: Carlos Moura, Emeline Soledade, Danilo Carias e Rafael FX / Sonoplasta: Danilo Carias / Assessoria de produção: Caio Trindade / Faixa etária: 18 anos / Duração: 60min

 

Sarau Voador – Literatura e Improvisos Transcriados: À meia-noite levarei sua alma

19/09 às 23h59 – Centro Municipal de Cultura / Entrada franca

 

Versátil e itinerante, o Sarau Voador, comandado por Deborah Finocchiaro e Roger Lerina, reúne diferentes manifestações artísticas em um encontro marcado pela liberdade criativa, compartilhamento e transposição de linguagens. Contando sempre com um ou mais convidados, proporciona diversos olhares e leituras sobre um determinado texto, tópico ou autor. O “lema” do sarau é: “Junta todo mundo que é para o mundo melhorar”.

Ficha técnica:

Apresentação e Curadoria: Deborah Finocchiaro e Roger Lerina / Convidados: Evandro Soldatelli (ator), Fernando Zugno (ator e coordenador Porto Alegre em Cena) e o grupo vocal CRê TINAS – Cristine Patané (voz), Cristina Oliveira (voz) e Daisy Cristina Guimarães (voz e violão), Eduardo Xavier (violão), Haik Katchirian (percussão) e Sérgio Moreira (baixo e violão) / Produção: Ana Lombardi e Debora Bregalda / Assessoria de Imprensa: Roberta Amaral / Assessoria Digital: Gabrielle Gazapina / Captação e Edição de Imagens: Giovanna Green Hagemann / Parceria Cultural: Companhia de Solos & Bem Acompanhados, Tomo Editorial e Festipoa Literária / Recomendação etária: 18 anos / Duração aproximada: 90min

Cósmica

21/09 às 23h59 – Centro Municipal de Cultura / Entrada franca

 

Cósmica é uma experiência artística com dramaturgia em constante movimento, como o universo. Com a proposta cênico-musical inspirada na astrologia, a música é a nave condutora destes tripulantes e dos objetos que ganham vida nessa jornada. Urano – que entrou em Touro anunciando transformações intensas no cosmos – é o ponto de partida da encenação, em que a trajetória de uma personagem cósmica é narrada por quatro artistas regidos pelos signos de touro, virgem, aquário e peixes. Eles revisitam seus arquétipos num jogo sonoro performático espontâneo e maleável.

Criação Cênica e Musical: Cósmica / Artistas: Juliano Barros, Lud Flores, Rafa Cambará e Frigo Mansan / Provocadora: Tatiana Vinhais / Figurinos e Objetos Cênicos: Rafael Silva / Orientação Astrológica: Maria Carolina Vecchio / Orientação Musical Ricardo Pavão / Fotos: Manoela Wunderlich / Recomendação etária: 18 anos / Duração: 50min

Ói Nóis – 40 anos

22/09 às 23h59 – Centro Municipal de Cultura / Entrada franca

 

No Ano de 2018, a Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz completa 40 anos de utopia, paixão e resistência, de um teatro com pedra nas veias, político e popular, de pesquisa inovadora, continuada, rompendo a estética do teatro convencional, levando a relação entre atores e espectadores até às últimas consequências. Para comemorar esta data tão importante, o grupo gaúcho participa do 25° Porto Alegre em Cena, em uma noite de celebração e compartilhamento de seus ideiais junto ao público da nossa cidade, uma noite de performances preparadas pelo grupo para serem partilhadas e vivenciadas, num ritual junto ao público nesta noite de festa.

Ficha técnica:

Criação, Direção, Dramaturgia, cenografia, figurinos criados coletivamente pela Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz / Recomendação etária: 18 anos / Duração: 90min

dentro da programação do 25º Porto Alegre em Cena:

 

Anúncios