Programação de Abril


Programação Abril

Confira a programação teatral completa do mês de Abril no Centro Municipal de Cultura!

ELAS

Foto: Jean Pierre Kruze

A Sala Álvaro Moreyra recebe o espetáculo “Elas” neste mês de abril todas as sextas, sábados e domingos sempre às 20 horas. Os ingressos custam R$ 40 inteira e R$ 20 a meia-entrada com venda no Saguão do Centro Municipal de Cultura Lupicínio Rodrigues uma hora antes da apresentação iniciar.

A partir da performance, do repertório e anseios das atrizes, num processo de investigação e criação coletiva, “Elas” evocam suas ancestrais, arquétipos e signos, numa atmosfera de sonho. Constituída de poesias, manifestos, referências pessoais, fragmentos biográficos e, como uma sexta personagem, pela água. A cenografia é um ambiente preto, onde as atrizes, conforme a cena se desenvolve, têm seus corpos encharcados. O cenário constitui um espelho d’água que pretende criar um espaço de dobras e rugas, representando o Universo e, ainda, o espaço interno das emoções.

A cada dia a abertura do espetáculo é realizada por uma artista local convidada. “Elas” as artistas, apresenta a todos públicos uma obra singular através das histórias particulares de cada atriz, e reconhece as artistas da cena local.

Ficha técnica:

Direção: Everson Silva
Atuação: Kacau Soares, Leticia Kleemann, Paula Cardoso, Raquel Tessari e Val Barcellos
Dramaturgia: Everson Silva, com citações de “Desta Cor” de Fernanda Bastos Trilha Sonora: Composição original de Maninho Melo
Cenografia: Jony Pereira
Iluminação: Veridiana Mendes
Figurino: Lê Brochier
Maquiagem: criação coletiva
Fotografia: Jean Pierre Kruze
Produção: Pedro dos Santos
Realização: Nós Cia. de Teatro.

Elas
Sala Álvaro Moreyra
Sextas (5, 12, 19 e 26), Sábados (6, 13, 20 e 27) e Domingos (7, 14, 21 e 28) às 20 horas
Entrada: R$ 40 no local ou R$ 20 de meia-entrada
Duração: 50 minutos
Classificação: 14 anos

Tambo do bando

O Teatro Renascença recebe o show “Tambo do Bando” neste domingo (7) às 19h. A apresentação do grupo celebra os 30 anos de trajetória com releitura dos clássicos do grupo. Os ingressos custam R$ 50 inteira, R$ 25 a meia-entrada e ingresso solidário mediante a entrega de 1kg de alimentos não perecíveis em prol da Retomada Mbya Guarani das Terras do Arado Velho. Os ingressos antecipados já estão a venda na livraria Bamboletras (Rua Lima e Silva, 776 – Shopping Olaria).

Com direção musical e arranjos do Tambo do Bando, o roteiro é formado pelo repertório do álbum duplo (canções dos discos Ingênuos Malditos e Tambo do Bando) e pelas músicas  inéditas que estarão no novo disco, entre elas: Inacabada, Há um louco no vagão e Recantar uma milonga, além do Pout-Pourri de clássicos da canção brasileira e regional como Asa Branca (L. Gonzaga e H. Teixeira) e Os homens de preto (Paulo Ruschel).

Ficha Técnica

Tambo do Bando – Autores:

Beto Bollo – violão e voz, Carlos Leandro Cachoeira  – violão e voz, Marcelo Lehmann – teclado e voz, Texo Cabral – flauta, harmônica e voz, Vinicius Brum – violão e voz

Músicos acompanhantes:
Duca Duarte – contrabaixo, Paulinho Goulart – acordeon, Pirisca Greco – bateria

Direção musical e arranjos:  Tambo do Bando

Supervisão visual de cena: Cristina Pozzobon

Concepção, projeto visual, design e produção gráfica: Cristina Pozzobon

Criação figurinos: Cristina Pazzobon e Tambo do Bando

Fotos divulgação: Cláudio Etges, Cláudio Fachel e Paulo de Araújo

Fotos show: Cláudio Fachel

Texto Programa: Juarez Fonseca

Assessoria de Imprensa e produção executiva: Dinorah Araújo

Produção vídeos: Cláudio Piedras e João Gabreil  Lehmann

Execução cenário: Cristina Pozzobon

Gravação e edição imagens do cenário: Cláudio Piedras

Operador de vídeo: Andres Costa

Produção Spot: Eduardo Prates

Produção VT: Cláudio Piedras

Criação e operação da luz: Paulo Fernando Pinto da Costa

Roadie: Cau Gomez

Técnico de som: Clauber de Almeida Scholles

Realização: Dinorah Araújo – Produção Cultural e Assessoria de Imprensa

Tambo do Bando 30 anos – Com o pé no galpão e a cabeça na galáxia
Teatro Renascença
Domingo (7 de abril) 19 horas
Entrada: R$ 50,00 inteira, R$ 25,00 meia-entrada e ingresso solidário (mediante a entrega de 1kg de alimentos não perecíveis em prol da Retomada Mbya Guarani das Terras do Arado Velho)
Duração: 70 minutos

Fábrica de Robôs

Foto: Adriana Marchiori

O espetáculo Fábrica de Rôbos chega na Sala Álvaro Moreyra compondo o Projeto Novas Caras. A montagem estará em cartaz todas as terças-feira de Abril (9, 16, 23 e 30) sempre às 20h. Os ingressos podem ser adquiridos por R$ 25 (inteira) e R$ 12,50 (meia) na bilheteria do teatro 1h antes do espetáculo.

Baseada na obra de Karel Tchápek, “Fábrica de Robôs” apresenta o cotidiano de uma gigantesca empresa de tecnologia responsável pela criação de máquinas tão perfeitas que seriam capazes de substituir o ser humano em todas as suas funções. Entre arquivos corrompidos, falhas no sistema e respostas automáticas, humanos e robôs se enfrentam na última batalha pela sobrevivência da espécie.

Para reproduzir a rigidez da fábrica, placas metálicas cobrem todo o fundo do palco. Nas laterais, paredes transparentes servem como saídas de cena que mantêm os atores sob olhar do público. Os espaços da fábrica são compostos por quatro estruturas de ferro, em forma de L, que são manuseadas pelos atores.

Uma peça de acrílico também assume diferentes funções e posições e ajuda a criar efeitos de luz e reflexos. Os figurinos, em tons de cinza a preto, são, em sua maioria, peças de alfaiataria customizadas para criar um ar futurístico/fashionista. A maquiagem procura reproduzir um visual plastificado e os cabelos são puxados com gel, para representar a artificialidade dos personagens. A sonoplastia é composta por sons produzidos pelos próprios atores, pela voz ou objetos, e amplificados e/ou modificados por microfones que são utilizados durante a peça. Também há alguns efeitos sonoros e trilha musical para estabelecer os climas ao longo da história. A luz utilizada é, majoritariamente, fria, com destaque para a luz azul. Também são utilizados lasers e lanternas em cenas específicas. As placas metálicas interagem com a luz e ajudam acompor a estética da peça.

Ficha Técnica:

Direção: Camila Bauer

Direção Coreográfica: Carlota Albuquerque

Direção Musical: Everton Rodrigues

Elenco: Alexei Goldenberg, Artur Luzardo, Cristiano Nascimento, Ewillyn Lopes, Franco Mendes, Gabriel Martins, Henrique Lago, Leandra Kruger, Luiza Waichel,Natália Ferreira, Pâmela Manica, Rafael Dorneles, Renata Lorenzi,Yuri Amaral, Zé Passos

Dramaturgia: Pedro Bertoldi, Camila Bauer e Carina Corá, escrita colaborativamente a partir de textos do elenco e da obra Fábrica de Robôs, de Karel Tchápek.

Criação e Operação de Luz: Ricardo Vivian

Operação de som: Vitório Oliveira Azevedo

Fábrica de Robôs
Sala Álvaro Moreyra
Todas as terças-feiras de abril (9, 16, 23 e 30) sempre 20h
Entrada: R$ 25 (inteira) e R$ 12,50 (meia), na bilheteria do teatro 1h antes do espetáculo

Duração: 60 minutos

Urso com música na barriga

Foto: Adriana Marchiori

A Cia Atimonautas – Teatro de Bonecos traz para o palco do Teatro Renascença o espetáculo “Urso com música na barriga” nas sextas (12, 19 e 26) 15 horas, enquanto nos sábados (13, 20 e 27) e domingos (14, 21 e 28) sempre às 16 horas. Os ingressos custam R$ 40 inteira e R$ 20 a meia-entrada com venda no Saguão do Centro Municipal de Cultura Lupicínio Rodrigues uma hora antes da apresentação iniciar.

O Urso com Música na Barriga narra as aventuras de um ursinho especial que se expressa pelos sons melodiosos de sua barriga e impressiona pela riqueza de seu enredo, pela engraçada peculiaridade de seus personagens e ,sobretudo, pela forte mensagem de humanidade que carrega. Usa o texto de Erico Verissimo abordando temas como intolerância, dificuldade de comunicação e bullying, assuntos muito discutidos nos dias de hoje.

O grupo Atimonautas escolheu usar bonecos de manipulação direta (grandes e pequenos), bonecos de vestir e marionetes, num grande esforço para representar as diversas atmosferas da obra de Erico Verissimo. Essas técnicas fazem parte do universo mágico do teatro de animação e, ao interagirem, produzem efeitos que tendem a uma representação do fantástico, mergulhando no ambiente dos contos de fadas. O método de trabalho do grupo foi estabelecido pelo convívio profissional que iniciou em 2005. Através de pesquisas, improvisações e diálogos contínuos, os integrantes, em encontros diários, vão elaborando as cenas e estudando os movimentos dos bonecos até o ponto em que as cenas tomem forma e façam sentido dentro da dramaturgia pretendida. A novidade no processo de concepção do grupo Atimonautas, para a montagem O Urso com Música na Barriga, é a direção de Arlete Cunha, atriz de notável destaque na cena de Porto Alegre. A iluminação também tem importante papel e, portanto, o iluminador Vinícius Lopes assumiu a tarefa de encontrar as nuances certas que contribuirão com os tons coloridos da encenação.

Ficha Técnica:

Texto: Érico Veríssimo

Direção: Arlete Cunha

Assistência de direção: Dedy Ricardo

Atuação/Manipulação: Alberto Vermelho, Dênis Moreira, Mairã Alves e Jacqueline Rosa

Locução: Alberto Vermelho, Dedy Ricardo, Dênis Moreira, Jacqueline Rosa, Rafael Cambará e Ricardo Pavão

Concepção de bonecos, cenários e figurinos: Dênis Moreira

Confecção de bonecos, cenários e figurinos: Ateliê Nunes

Engenharia Eletrônica: Marcelo Patines

Iluminação: Vinícius Lopes e Vicente Goulart

Trilha original: Ricardo Pavão

Gravação de trilha: Mosaico Produtora Cultural

Designer gráfico: Dídi Jucá

Fotografia: Adriana Marchiori

Produção executiva e divulgação: Raiar Produções.

Realização: Atimonautas Teatro de Bonecos

Urso com música na barriga
Teatro Renascença
Sextas (12, 19 e 26) 15 horas / Sábados (13, 20 e 27) e Domingos (14, 21 e 28) sempre às 16 horas

Entrada: R$ 40 no local ou R$ 20 de meia-entrada

Duração: 45 minutos
Classificação: Livre

Fantástico circo de um homem só

A Cia Rustica apresenta no Teatro Renascença o espetáculo “Fantástico circo de um homem só” nesta sexta-feira (26), sábado (27) e domingo (28) sempre 20h30. Os ingressos podem ser adquiridos uma hora antes do evento nos valores de R$30 a inteira e R$15 a meia-entrada.

No palco-picadeiro, Heinz Limaverde transita por vários tipos do imaginário circense, como a mulher-barbada, o mágico, a vedete, o cantor, o palhaço; além de expor sua própria persona. A dramaturgia se inspira na estrutura polifônica do circo, combinando comédia, biografia, poesia, música, manifesto, festa. Em uma celebração dos pequenos circos brasileiros e da arte popular, propõe-se espaços de encontro onde o real e o sonho dançam no picadeiro, como ruptura efêmera do cotidiano, “no combate contra a gravidade que diz que toda arte lança um desafio”.

 A montagem integra o repertorio da Cia Rústica, um dos núcleos teatrais mais significativos da cidade, desenvolvendo desde 2004 uma trajetória com vários projetos premiados e reconhecidos por crítica e público. Prêmio Açorianos 2011 de Melhor Direção e Figurino.

Ficha Técnica:

Texto: Heinz Limaverde e Patricia Fagundes
Direção: Patricia Fagundes
Elenco: Heinz Limaverde
Cenário: Juliano Rossi e Paloma Hernandez
Figurino: Daniel Lion
Iluminação: Anderson Balhero
Trilha Sonora: Simone Rasslan  
Produção executiva: Di Nardi
Assessoria de Imprensa: Leo Santanna

Fantástico circo de um homem só
Teatro Renascença
Sexta-feira (26), sábado (27) e domingo (28) sempre 20h30
Entrada: R$ 30 no local ou R$ 15 de meia-entrada
Duração: 65 minutos
Classificação: 14 anos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s