Programação dos teatros municipais – Porto Alegre em Cena



TEATRO RENASCENÇA
9 de setembro – 5ª às 20h
SOLOS TRÁGICOS
Espetáculo do Rio Grande do Sul
PROGRAMAÇÃO DO PORTO ALEGRE EM CENA
A peça é composta por seis trechos de tragédias representativas da evolução do drama trágico através dos tempos. Cada “ária” é interpretada por um único ator. Existe a presença de um coro formado por cinco atores que, dialogando com o texto e propondo novos significantes, espalham os significados deste espetáculo dirigido por Roberto Oliveira. O desenho da trilha sonora é criado e executado ao vivo por Arthur de Faria e Adolfo Almeida Jr, sensibilizando o público para as possibilidades de sentido advindas do figurino, da luz e dos textos de Ésquilo, Sófocles, Eurípedes, Shakespeare, Sartre, Michel Azama e Nelson Rodrigues.

11 e 12 de setembro – Sáb e dom às 17h
BABAU
Espetáculo de Pernambuco
PROGRAMAÇÃO DO PORTO ALEGRE EM CENA
É um espetáculo de bonecos que ilustra o processo de criação dos mamulengueiros de Pernambuco. Mostra como esses artistas desenvolvem suas práticas e técnicas, a importância e a graça da arte do mamulengo e a difícil realidade em que os mestres populares estão inseridos. O texto do espetáculo se inspira e apresenta trechos das obras populares transcritas por Hermilo Borba Filho, Fernando Augusto Gonçalves Santos e em trabalhos acadêmicos de diversos pesquisadores. Explorando diferentes técnicas de manipulação, são contadas histórias de várias gerações de brincantes, muitos dos quais começaram seu aprendizado ainda meninos e seguiram apresentando-se por cidades do interior pernambucano e pela capital.

14, 15 e 16 de setembro – 3ª,4ª e 5ª às 20h
SONATA DE OTOÑO
Espetáculo do Uruguai
PROGRAMAÇÃO DO PORTO ALEGRE EM CENA
Filme em 1978, a versão original de “Sonata de Outono” foi dirigida por Ingmar Bergman. A versão teatral é de Omar Varela, um dos diretores mais importantes do Uruguai. A ação se centra em Charlotte, uma famosa pianista que volta para sua casa depois de sete de anos de ausência. É quando ela encontra Eva, sua filha mais velha, que, devido às circunstâncias, educou Helena, a filha mais nova, agora, fatalmente doente. Eva é casada com Viktor, um pastor da igreja local. O casal perdera recentemente seu único filho afogado. A música versus a família. O ser artista versus o ser mulher. No centro do cenário, há um piano onde as atrizes interpretam obras de Chopin, Bartok, Bach, Handel, enquanto o texto explora o universo humano em que não há bons nem maus, mas a complexidade.


SALA ÁLVARO MOREYRA

9, 10 e 11 de setembro – 5ª, 6ª e sáb às 23h
CARÍCIAS
Espetáculo de Pernambuco
PROGRAMAÇÃO DO PORTO ALEGRE EM CENA
A montagem propõe uma viagem através dos relacionamentos do homem urbano contemporâneo ao revelar situações limites das relações afetivas e comunicação humana. O texto do dramaturgo catalão Sergi Belbel tem como cenário o cotidiano de uma grande metrópole, onde, em onze cenas, personagens vivenciam, através de um grande jogo, momentos de conflito e união. Sempre com dois personagens em cena, a peça tem uma estrutura circular onde um personagem do primeiro quadro dialoga com o personagem do quadro seguinte. A cada cena, as palavras e os gestos mostram o vazio da comunicação, a frustração decorrente da fragmentação das relações afetivas (familiares ou não), momentos de esperança e tímidas manifestações de amor.

12 e 13 de setembro – dom e 2ª às 23h
CANCIONERO ROJO
Espetáculo da Argentina
PROGRAMAÇÃO DO PORTO ALEGRE EM CENA
Uma viagem na história da humanidade feita não por dois filósofos, dois historiadores, sociólogos ou cientistas, mas por dois palhaços: Neto (Dario Levin) e Una (Lila Monti). A inocência, a graça, a teimosia dos palhaços que, movidos pela curiosidade e rebeldes ao conformismo, resolvem pesquisar, nos personagens e nas situações duras da história, explicações para hoje. O espetáculo, que estreou em 2007, já participou em vários festivais importantes da América Latina, entre eles, o V Festival Internacional de Teatro del Oriente Antioqueño e o IX Encuentro Internacional de Teatro “Otoño Azul”.
14 e 15 de setembro – 3ª e 4ª ás 23h
REFLEJOS
Espetáculo da Argentina
PROGRAMAÇÃO DO PORTO ALEGRE EM CENA
Francisco precisa decidir quem vai ocupar a vaga de subdiretor da empresa. Há duas opções: Federico, o atual namorado de Florencia, sua ex, é o mais indicado para o posto, e Lucrecia, tão boa quanto é Federico, apesar de ninguém gostar dela. O enredo seria banal, se dissesse mais do que aparenta: quantos há em uma só pessoa? E quais as conseqüências de uma múltipla existência? Matías Feldman assina a direção e a dramaturgia. “Reflejos” está entre seus trabalhos de 2008 numa obra que começou a ser difundida em Buenos Aires após 2002. Hoje sua jovialidade lembra um tempo em que ele era inexperiente na tarefa de contar histórias. Caem a cenografia, o cenário e a luz. Fica o texto que parece ganhar cada vez mais força na capital argentina nas mãos de jovens talentosos como Feldman.


TEATRO DE CÂMARA TÚLIO PIVA
9, 10 e 11 de setembro – 5ª, 6ª e sáb às 22h
RUBROS: VESTIDO-BANDEIRA-BATOM
Espetáculo de Minas Gerais
PROGRAMAÇÃO DO PORTO ALEGRE EM CENA
Vencedor do prêmio USIMINAS-SINPARC 2008 de melhor atriz coadjuvante e de melhor texto, o espetáculo trata de um encontro que sempre se repete entre duas amigas. Duas mulheres cheias de aparentes contradições, dois espelhos num dia como outro qualquer. Entre quatro paredes, o desvendar de uma amizade entre Helô e Tereza, iniciada nos anos 80, que atravessou as décadas. A peça aborda, num momento limite, o universo feminino de forma bem humorada e ao mesmo tempo comovente, causando identificação imediata na platéia, sem distinção de sexo ou idade.
13, 14 e 15 de setembro – 2ª, 3ª e 4ª às 22h
AS TROIANAS – VOZES DA GUERRA
Espetáculo de São Paulo
PROGRAMAÇÃO DO PORTO ALEGRE EM CENA
Baseado em Eurípedes, com direção de Zé Henrique de Paula, o espetáculo suprime a fala dos personagens e faz paralelo entre a Guerra de Troia e a Segunda Guerra Mundial. As sobreviventes troianas simbolizam as judias arrasadas pelo horror do holocausto, levantando questionamentos sobre privação de direitos, medo, dor e esperança. O texto é transmitido por ações e pela trilha sonora, composta por músicas folclóricas iídiche e gregas, entre outras. A equipe viajou a Auschwitz e a alguns outros campos de concentração, além das ruínas de Troia, buscando uma vivência do tema pesquisado. A montagem é do Núcleo Experimental de São Paulo, sendo uma de suas características a atividade contínua e rotineira de pesquisa de linguagem cênica.
16, 17 e 18 de setembro – 5ª, 6ª e sáb às 22h
ANATOMIA FROZEN
Espetáculo de São Paulo
PROGRAMAÇÃO DO PORTO ALEGRE EM CENA
O espetáculo apresenta três narrativas que se entrelaçam: uma psiquiatra americana que escreve uma tese sobre assassinatos em série, um pedófilo e serial killer condenado à prisão perpétua na Inglaterra e a mãe de uma de suas vítimas, a garotinha Nina, que desapareceu aos dez anos de idade. Esses três personagens são dissecados pela encenação em um ambiente asséptico, cirúrgico, onde podemos observar a anatomia da violência e da psicopatia social. O texto-base é da autora inglesa Bryony Lavery.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s