MIRAGEM


 

Foto: Rique Barbo

Foto: Rique Barbo

Miragem
Cia Rústica (RS)
07/05
Sala Álvaro Moreyra
20h

Miragem efeito físico de refração da luz, quando se pensa ver aquilo que não existe. O fenômeno óptico é usado como metáfora na exploração de alguns episódios da vida de uma mulher do interior do RS, rainha de um Clube de Futebol em 1952: o açougueiro escondido na lateral de uma casa, vestindo seu avental branco sujo de sangue. Um vestido azul usado na noite do baile em 1952. O dia do casamento. Sentada na beira da praia, as ondas entrando no meio das pernas cavando um buraco com a bunda, as tatuíras correndo embaixo dos dedos. A barriga cortada de um lado até outro pelo rasgo de uma pedra. O Globo da Morte do Circo. O que uma coisa tem a ver com a outra? Nada. Ou tudo, se os acontecimentos difusos na memória surgirem como uma Miragem. Prêmio Especial do Júri Açorianos 2013.

Classificação etária: 16 anos
Duração: 70 minutos

Ficha Técnica:
Direção do espetáculo: Lisandro Bellotto
Direção de corpo: Eva Schul
Performances: Marcelo Mertins e Marina Mendo
Vídeos: Miragem Rua (Daniel Eizirik/ Leonardo Remor)
Bordado (Rochele Zandavalli/Daniel Eizirik/ Leonardo Remor)
Globo da Morte (Maurício Casiraghi)
Miragem Final (Leonardo Remor/ Daniel Eizirik)
Interferências em bordado sobre fotografias: Rochele Zandavalli
Desenhos sobre retroprojetor: Cris Bastos
Luz: Bathista Freire
Produção sonora: Alexandre Missel e Marina Mendo
Operação e mixagem de áudio: Alexandre Missel
Cenografia: Rodrigo Shalako
Customização de figurinos: Itiana Pasetti

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s