Prêmio Açorianos de Teatro, Tibicuera de Teatro para Crianças e Revelação 2015 revela vencedores


Cerimônia de premiação ocorreu nesta sexta-feira no Teatro Renascença

 

Evento homenageou a Família Azevedo

Foto: Joel Vargas/PMPA

Porto Alegre, 11 de dezembro de 2015 – A Coordenação de Artes Cênicas da Secretaria Municipal da Cultura de Porto Alegre promoveu, na noite desta sexta-feira, a cerimônia de entrega dos Prêmios Açorianos de Teatro, Tibicuera de Teatro para Crianças e Revelação 2015. Os vencedores de melhor espetáculo nas três categorias ainda concorreram ao Prêmio de Júri Popular, que teve votação online pelo site da prefeitura. As categorias Espetáculo, Ator, Atriz, Dramaturgia e Direção (Açorianos e Tibicuera) receberam também prêmios em dinheiro, totalizando R$ 56 mil.

O espetáculo “O Mal Entendido” levou os prêmios de Melhor Iluminação, Melhor Figurino, Melhor Atriz Coadjuvante e Melhor Atriz. “Cadarço de Sapato ou Ninguém Está Acima da Redenção” venceu nas categorias Melhor Cenografia, Melhor Ator e Melhor Direção. O escolhido Melhor Espetáculo do Ano foi “Língua Mãe.Mameloschn”.

No Prêmio Tibicuera de Teatro Para Crianças, “Cuco – a linguagem dos bebês no teatro” venceu em quatro categorias: Melhor Produção, Melhor Cenografia, Melhor Direção e Melhor Espetáculo. “É Proibido Miar” recebeu três troféus.

Na categoria Revelação, foram escolhidos os espetáculos “A Cadeia Alimentar” com os prêmios de Melhor Ator, Melhor Direção e Melhor Espetáculo, e “No Ar”, que levou o prêmio de Melhor Atriz.

Todos os anos o comitê de seleção dos Prêmios Açorianos, Tibicuera e Revelação elege um artista homenageado. Em 2015, a Família Azevedo foi a agraciada, por sua contribuição às Artes Cênicas de Porto Alegre há mais de 30 anos. Os irmãos Adriane e Carlos Azevedo, juntamente com a esposa de Carlos, Lisiane Medeiros e os filhos Vitório e Casemiro Azevedo, todos profissionais da área, estiveram presentes no evento.

Adriane é atriz e produtora cultural desde 1982. Entre seus últimos trabalhos estão: “Um apólogo”, de Machado de Assis; “Terno De Reis” e “Lendas Gaúchas”. Vencedora do Tibicuera de Melhor Atriz por “Vampirações e outros mistérios” e pelo Açorianos de Melhor Atriz Coadjuvante por “O abajur Lilás”, também coordena a Descentralização do Porto Alegre em Cena. Carlos é iluminador desde 1984 e já operou mais de 50 espetáculos, com destaque para: Medeia, Antígona, MacBeth, Hamlet, A Megera Domada, entre outros. Atualmente é o responsável técnico do Festival Palco Giratório do SESC-RS. Participa do Festival Porto Alegre em Cena como produtor de palco há 15 anos. Recebeu o Prêmio Tibicuera e Quero-Quero nos anos de 1993 e 1994. Casemiro e Vitório Azevedo, filhos do casal Carlos e Lisiane, destacam-se na cena teatral como iluminador e operador de som já tendo realizado participações como atores em várias produções.

Realizados anualmente desde 1977 pela Secretaria da Cultura de Porto Alegre, os prêmios buscam destacar e incentivar a produção das artes cênicas em nossa capital. Aos vencedores foram entregues um troféu especialmente criado em 1993, pelo artista plástico Vasco Prado. Às categorias de melhor espetáculo – Açorianos e Tibicuera – foram entregues, além do troféu, o valor de R$ 16.000,00 cada. Às categorias individuais de direção, ator, atriz e dramaturgia – Açorianos e Tibicuera -, R$ 3.000,00 cada.

A entrega do mais tradicional prêmio para as artes cênicas de Porto Alegre ocorreu no Teatro Renascença, com entrada franca. O evento de premiação, com direção artística de Tainá Borges, contou com performances do espetáculo Cabaré Valentin, do Circo Híbrido e convidados, e teve como tema o Circo. As apresentações artísticas começaram no saguão, onde os participantes foram recepcionados e depois encaminhados à sala de teatro.

A apresentação da cerimônia de entrega foi comandada por Kátia Suman, Lauro Ramalho e Amanda Gatti. Daniel Lion assinou os figurinos, Mirco Zanini a iluminação, Luís Cocolichio a cenografia e Mauricio Casiraghi a projeção de vídeos. Após a cerimônia a recepção aos vencedores se transferiu para no saguão do Centro Municipal de Cultura com discotecagem de Leo Felipe.

 

VENCEDORES AÇORIANOS DE TEATRO 2015

MELHOR PRODUÇÃO

Lud Flores – Capitão Rodrigo – A Saga de um Homem Comum

MELHOR ILUMINAÇÃO

Carlos Azevedo – O Mal Entendido

MELHOR FIGURINO

Antonio Rabadan – O Mal Entendido

MELHOR CENOGRAFIA

Alexandre Navarro – Cadarço de Sapato ou Ninguém Está Acima da Redenção

MELHOR TRILHA SONORA

João Pedro Cé – Qual a diferença entre o charme e o funk?

MELHOR DRAMATURGIA

Anderson Moreira Sales – Lujin

MELHOR ATOR COADJUVANTE

Tiago Contte – As Quatro Direções do Céu

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

Carla Cassapo – O Mal Entendido

MELHOR ATOR

Renato Del Campão – Cadarço de Sapato ou Ninguém Está Acima da Redenção

MELHOR ATRIZ

Gabriela Greco – O Mal Entendido

MELHOR DIREÇÃO

Eduardo Kraemer – Cadarço de Sapato ou Ninguém Está Acima da Redenção

MELHOR ESPETÁCULO

Lingua Mãe.Mameloschn

Jurados Açorianos 2015: Breno Ketzer Saul, Daniela Aquino, Fabio Cunha, Marcelo Johann, Márcia do Canto, Maria Cecília Guimarães, Nelson de Magalhães, Pitti Sgarbi, Plínio Mosca, Renato Mendonça e  Simone Butelli.

 

VENCEDORES TIBUCUERA 2015

MELHOR PRODUÇÃO

Viviana Schames – Cuco – a linguagem dos bebês no teatro

MELHOR ILUMINAÇÃO

Casemiro Azevedo – É Proibido Miar

MELHOR FIGURINO

Alexandre Magalhães e Silva – Crionças

MELHOR CENOGRAFIA

Margarida Rache – Cuco – a linguagem dos bebês no teatro

MELHOR TRILHA SONORA

Yanto Laitano  – Orquestra de Brinquedos

MELHOR DRAMATURGIA

O Grupo – Pulí-Pulá

MELHOR ATOR COADJUVANTE

Douglas Dias – É Proibido Miar

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

Juliana Kersting – É Proibido Miar

MELHOR ATOR

Philipe Philippsen – Pulí-Pulá

MELHOR ATRIZ

Manoela Wunderlich – Pulí-Pulá

MELHOR DIREÇÃO

Mário de Ballentti – Cuco – a linguagem dos bebês no teatro
MELHOR ESPETÁCULO

Cuco – a linguagem dos bebês no teatro

Jurados Tibicuera 2015: Juliana Barros, Mima Ponsi, Patrícia Ragazzon, Pedro Delgado, Raquel Grabauska e Rodrigo Ruiz.

 

 VENCEDORES REVELAÇÃO 2015

MELHOR  ATOR

Luiz Manoel – A Cadeia Alimentar

MELHOR ATRIZ

Jessica Christmann – No Ar

MELHOR DIREÇÃO

Matheus Melchionna – A Cadeia Alimentar

MELHOR ESPETÁCULO

A Cadeia Alimentar

Jurados Revelação 2015: Breno Ketzer Saul, Fábio Castilhos, Jéferson Rachewsky, Rosa Maria de Campos Velho e Suelen Gotardo.

 

TROFÉU RBS CULTURA – MELHOR ESPETÁCULO JÚRI POPULAR

MELHOR ESPETÁCULO TEATRO

As Quatro Direções do Céu

MELHOR ESPETÁCULO TEATRO PARA CRIANÇAS

Pulí-Pulá

MELHOR ESPETÁCULO REVELAÇÃO

A Cadeia Alimentar

Troféu RBS Cultura foi eleito através de votação on-line.

 

Ficha técnica da Cerimônia de Premiação

Apresentadores: Katia Suman, Lauro Ramalho e Amanda Gatti.

Circo Híbrido: Tainá Borges, Luís Cocolichio e Lara Rocho

Convidados Circo Híbrido: Ivar Mangoni, Roberta Alfaya, Guilherme Gonçalves, Annita Brusque, Agatha Andriola, Rafael Gomes, Pichacha e Dominique Martins (Re Tri Circo), Mariana Kich, Almog Griner, Cáren Cecília Baldo, Simone Balestro, Cíntia Warmling, Belize Leite, Márcio Bueno Dias.

Convidado especial: João Carlos Castanha

Direção Artística: Tainá Borges

Iluminação: Mirco Zanini

Trilha sonora: Leo Felipe e Cabaré Valentin

Cenografia: Luís Cocolichio

Vídeo: Mauricio Casiraghi

Figurino dos apresentadores: Daniel Lion

Designer gráfico Mônica Kern

Assessoria de imprensa: Bruna Paulin – assessoria de flor em flor

Produção: Coordenação de Artes Cênicas

Realização: Secretaria da Cultura de Porto Alegre

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s