O Casal Palavrakis


◈  Local: Sala Álvaro Moreyra.
◈ 
Dias:
20 e 21 de maio, às 19h.

  Duração: 70 minutos.
◈  Indicação: 16 anos.
  Entrada: R$ 30.

O Casal Palavrakis - Mauricio Casiraghi 1

Foto Mauricio Casiraghi

A ATO Cia Cênica reúne um grupo de pesquisadores, atores e diretores de teatro, cuja concentração de trabalho se fundamenta na experimentação de linguagem cênica contemporânea. Atualmente a companhia oferece ao público quatro espetáculos : O FEIO, de Marius Von Mayenburg, com direção de Mirah Laline – O CASAL PALAVRAKIS, de Angélica Liddell, com direção de Maurício Casiraghi – #7XBECKETT, inspirado em textos de Samuel Beckett, com direção de Maurício Casiraghi – MAMELOSHN – LÍNGUA MÃE, de Marianna Salzman, com direção de Mirah Laline. O perfil biográfico de nossos artistas e técnicos os confirma como pesquisadores de diversas vertentes artísticas, fato que contribui para qualificação da linguagem teatral e seus híbridos. Nosso objetivo é proporcionar ao público entretenimento e reflexão acerca das questões e contradições humanas por meio de linguagem cênica, intersemiótica e multimidiática.

O CASAL PALAVRAKIS, peça escrita pela dramaturga espanhola Angélica Liddell em 2001, aborda o cotidiano de Elsa e Mateo Palavrakis através de uma narrativa fragmentada que avança e recua no tempo. Entre idas e vindas, uma voz em off tece e destece a trajetória do jovem casal que, enquanto tenta vencer um concurso de dança, precisa lidar com a responsabilidade do nascimento de sua primeira filha. A montagem da ATO Cia. Cênica para o texto de Liddell se vale de uma pesquisa de linguagem que investe na transformação como princípio. A dramaturgia contundente de Liddell serve como plataforma para a experimentação e pesquisa teatral contemporânea. Através do uso de diversos objetos orgânicos, como ovo, farinha e leite como material significante, os atores realizam ações que afetam seu próprio corpo em busca de um posicionamento performativo. Aliada a uma pesquisa de atuação minimalista, a narrativa é desdobrada e multiplicada por imagens geradas ao vivo por câmeras posicionadas e operadas pelos próprios atores, buscando novas relações de tempo, espaço e memória.

O espetáculo estreou no circuito profissional em junho de 2014 no Teatro Renascença, dentro do projeto 2 em ATO – projeto que contemplou apresentações dos dois primeiros trabalhos da companhia: O FEIO (nos dias 05 e 06 de junho) e O CASAL PALAVRAKIS (nos dias 07 e 08 de junho). O espetáculo cumpriu temporada profissional na sala Álvaro Moreyra entre os dias 10 de junho e 03 de julho de 2016 (totalizando 12 apresentações). Participou ainda, nos dias 16 e 17 de setembro, do 23º Porto Alegre Em Cena. Ainda em 2016, o espetáculo foi contemplado com o Prêmio Açorianos de Teatro na categoria Melhor Direção (Maurício Casiraghi), tendo recebido ainda outras três indicações: Melhor Iluminação (Lucca Simas), Melhor Ator (Paulo Roberto Farias) e Melhor Espetáculo.

Direção: Maurício Casiraghi.
Elenco: Mariana Rosa e Paulo Roberto Farias.
Figurino: Diego Nardi.
Iluminação: Lucca Simas.
Cenografia: O grupo.
Narração em off: Diana Manenti.
Trilha sonora pesquisada: Maurício Casiraghi e Manu Goulart.
Operador de Luz: Luciana Tondo e Lucca Simas.
Operação de som: Manu Goulart.
Produção Executiva: Danuta Zaghetto, Maurício Casiraghi e Paulo Roberto Farias.
Elaboração de projetos: Luciana Tondo e Paulo Roberto Farias.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s