Programação de Setembro


Artes Cênicas

Trilogia Sensível 

Trilogia Sensível - Foto Luis Paulot 3

Foto Luis Paulot

Portas do invisível

 Onde: Sala Álvaro Moreyra..
 Dias: 1 a 10 de setembro, sexta a domingo, às 20.

 Duração: 55 minutos.
 Indicação: 14 anos.
 Entrada: R$ 40 inteira.

Em Portas do Invisível, aparecem em cena cinco personagens clássicas: Medeia, Antígona, Maria Madalena, Joana D’arc e Lady Macbeth. A questão da memória é o cerne do espetáculo, que faz referência ao processo criativo de cada ator/atriz pelo âmbito do trabalho corporal. O relevante tema da bulimia é abordado durante o espetáculo, de modo autobiográfico. A encenação traz as multiplicidades do indivíduo e do tempo atual. No processo de criação deste trabalho autoral, as cinco personas mitológicas não reduzem a composição a uma visão estereotípica do feminino, mas coloca uma lente sobre a questão do gênero, proporcionando um diálogo hibridizado entre os elementos do espetáculo.

Hallucination: vida e obra de Virgínia Woolf

 Onde: Sala Álvaro Moreyra..
 Dia: 7 de setembro.

 Duração: 55 minutos.
 Indicação: 14 anos.
 Entrada: R$ 40 inteira.

Hallucination: Vida e Obra de Virginia Woolf é uma homenagem ao universo da autora inglesa sobre a qual foi criado o espetáculo. A escolha de Virginia Woolf (1882-1941) como fonte de referência provém da relevância da escritora, ensaísta e editora britânica, conhecida como uma das mais proeminentes figuras do modernismo. Woolf era membro do Grupo de Bloomsbury e desempenhava um papel de significância dentro da sociedade literária londrina durante o período entre guerras. Seus trabalhos mais famosos incluem os romances Mrs Dalloway (1925), Passeio ao Farol (1927) e Orlando (1928), bem como o livro-ensaio Um Quarto Só Para Si (1929), onde se encontra a famosa citação “Uma mulher deve ter dinheiro e um quarto próprio se ela quiser escrever ficção”. A poética do espetáculo foi desenvolvida sobre a sensação da companhia, de que novas facetas do gênero feminino precisam ser investigadas. Um exemplo fundamental é exatamente o caso de Virginia Woolf, mulher que não se contentou em ser objetificada pelo contexto em que viveu.

Frida Kahlo, à Revolução!

 Onde: Teatro Renascença.
 Dias: 31 de agosto, 1, 2, 7, 8, 9 e 10 de setembro, às 20h.

 Duração: 60 minutos.
 Indicação: 12 anos.
 Entrada: R$ 40 inteira no local, venda antecipada aqui.

Frida Kahlo - Foto Lucca Curtolo 1.jpg

Foto Lucca Curtolo

Frida Kahlo, à Revolução! é um espetáculo teatral de memórias desnudas, genialidade explosiva, paixão vibrante, beleza, dor e protagonismo feminino de uma das maiores artistas do séc. XX. Com dramaturgia inédita, baseada na correspondência de Frida Kahlo, inspirada por seus escritos apaixonados, profunda obra e vida exuberante.

O hipnotizador de jacarés

 Onde: Sala Álvaro Moreyra.
 Dias: 2, 3, 9 e 10 de setembro, sábados e domingos, às 16h.

 Duração: 60 minutos.
 Indicação: livre.
 Entrada: R$ 30 inteira.

O Hipnotizador de Jacarés - CRÉDITO DILMAR MESSIAS (1).JPG

Foto Dilmar Messias

Os palhaços Serragem, Farinha e Farofa voltam aos palcos de Porto Alegre para mais uma temporada do espetáculo infantil O Hipnotizador de Jacarés, a partir do dia 2 de setembro, sábado, e ficará em cartaz até 10, domingo. A montagem do Circo Teatro Girassol, com texto e direção de Dilmar Messias, estreou em 2006, conquistando os prêmios Tibicuera de Teatro Infantil nas categorias de melhor espetáculo, diretor, dramaturgia e ator.

Flamenco Imaginário

 Onde: Teatro Renascença.
 Dias: 1 a 10 de setembro, sábados e domingos, às 16h.

 Duração: 60 minutos.
 Indicação: livre.
 Entrada: R$ 30 inteira.

Flamenco Imaginário - Foto Adriana Marchiori (1).JPG

Foto Adriana Marchiori

‘Flamenco Imaginário’, montagem inédita da Cia Del Puerto é um espetáculo para crianças e para toda família e está livremente inspirada na dramaturgia de ‘O corcunda de Notredame’, de Vitor Hugo. Os artistas trazem à cena um espetáculo lúdico e criativo, com trilha sonora inédita composta especialmente para a obra, fazendo o Teatro se transformar em um lugar mágico, provocando a imaginação e os sentidos da plateia. O coletivo Del Puerto foi fundado em 1999 e desde então realiza um intenso trabalho de pesquisa da linguagem Flamenca. O espetáculo ‘Flamenco Imaginário’ é o primeiro espetáculo de flamenco para crianças desenvolvido pelo grupo e recebeu indicações e prêmios no Açorianos de Dança 2016 e no Tibicuera de Teatro Infanto-Juvenil 2016. A companhia já circulou por todo o país com outras montagens, também premiadas com troféu Açorianos de Melhor Espetáculo por Tablao e Las Cuatro Esquinas.

Dança

Sopros 2017

 Onde: Sala Álvaro Moreyra.
 Dias: 29 de setembro a 1 de outubro, sexta a domingo, às 20h.

 Duração: .
 Indicação: .
 Entrada: .

Sopros 2017 - Foto Natália Utz 2

Foto Natália Utz

Prêmio FUNARTE Klauss Vianna de 2015, o espetáculo de dança contemporânea neoclássica Sopros, da Companhia H de Porto Alegre/RS, é fruto de uma pesquisa continuada de movimentação, coreografia e improvisação inspirada no conceito de ‘sopro’ em um sentido amplo, buscando uma fusão com elementos nativistas gaúchos, interpretado por bailarinos de formação heterogênea. Recentemente o Espetáculo percorreu o Brasil, espalhando os Sopros do Sul pelos quatro cantos do país. As cidades de Caxias do Sul (Março), Palmas/TO (Abril), Rio Branco/AC (Abril) e Natal/RN (Maio) e agora, Porto Alegre.

Música

SANKOFA- A Busca na Raíz

 Onde: Sala Álvaro Moreyra.
 Dias: 6 de setembro, quarta, às 20h.

 Duração: 100 minutos.
 Indicação: livre.
 Entrada: 20 inteira.

SANKOFA- FOTO RAMON MOSER

Foto Ramon Moses

SANKOFA – a busca na raíz – é uma banda dirigida por Loua Pacom Óulai,
natural da Costa do Marfim e com a percussionistas Andressa Ferreira e Gutcha
Ramil. A banda traz ao público várias músicas dançantes tradicionais dos AKANS
e MANDÊS, usando instrumentos típicos da Costa do Marfim, como: Djembe,
Dunu, Glebe, Cloche, Iaraba.

Temporada Livre

Vivência “O MEDO – in process” Uma perspectiva de autoconhecimento”

 Onde: Sala Álvaro Moreyra.
 Turma 1: dias 25, 26 e 27/09 das 14h as 17h. Turma 2: dias 25, 26 e 27/09 das 19h as 22h.

 Duração: 50 minutos.
 Indicação: livre.
 Entrada: inteira R$ 20.

o-medo-foto-claudio-etges2.jpg

Foto Claudio Etges

O autoconhecimento como forma da manifestação expressiva. Esta é a  “Vivência “O MEDO – in process”, uma perspectiva de autoconhecimento” ministrado por Jackson Brum e Paulo Guerra. Que consiste em um workshop de 12h seguida de 1 apresentação. A oficina se propõe a utilizar a dança como forma de expressão, instrumento para conhecer a sí próprio, seu corpo e seus limites, possibilitando ir além, encontrando a autonomia do ser dançante. É uma oficina com uma proposta de livre criação, abordando, o estar e se manter no espaço de forma harmônica e tranquila. Não há pré-requisitos, é uma oficina livre, exigida apenas carta de interesse. Fechando com uma apresentação onde os participantes poderão apresentar suas visões individuais em um formato coletivo e trilha sonora já pré-estabelecida.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s