O Gordo, o Magro e o Muro


TEATRO – NOVEMBRO DAS ARTES

A Temporada Novembro das Artes nasce da vontade de artistas que compartilham do mesmo desejo de criar e de unir forças para seguir apesar das dificuldades. Unimos linguagens, coletivos e diferentes visões estéticas para potencializar a arte como encontro, como acontecimento, como reinvenção por meio do compartilhamento de desejos, pulsões, espaços, reflexões, pontos de encontro e, no centro de tudo, arte de alta qualidade. Durante o mês de novembro, no Centro Municipal de Cultura de Porto Alegre, o público encontrará uma programação diversificada, incluindo teatro adulto e infantil, shows de música, food trucks e encontros. Esta é uma iniciativa de coletivos independentes – Projeto GOMPA, Incomode-te, Quimera Criações Artísticas, Teatro Ateliê e Desvio Coletivo – que promete agitar a cena local no mês de novembro.

o_gordo_o_magro_e_o_muro_foto_regina_peduzzi_protskof
Foto: Regina Peduzzi Protskof

→ Sala Álvaro Moreyra

→ Dias 2, 3 e 4 de novembro, sexta a domingo, às 19h30

→ Ingressos: R$ 40 inteira e R$ 20 meia entrada.

Combos: 2 peças – R$ 70 inteira e 36 meia entrada; 4 peças – R$ 120 inteira e R$ 60 meia entrada; 6 peças – R$ 150 e 78 meia entrada.

→ Duração: 60 minutos

→ Classificação: Livre

 

→ Sinopse: O Gordo, o Magro e o Muro é uma releitura de Esperando Godot, de Samuel Beckett. Dois grandes ícones do cinema são transpostos para um lugar indefinido que pode ser o céu, a terra ou os campos elísios. Eles têm como tarefa construir um muro com 18 pesadas pedras. O trabalho a ser feito é constantemente vigiado e obriga que eles sejam eficientes em suas funções, que não é mais apenas fazer rir.

Primeira montagem da Cia. In.Co.Mo.De-Te, o espetáculo estreou em 2008 com outro título – O Gordo e o Magro vão para o céu – e marcou o início da trilogia Da mão para a boca – formada ainda por DentroFora e A Vida Dele. Na adaptação da peça que celebrou o aniversário de 10 anos grupo, Carlos Ramiro Fensterseifer passou a ter um novo colega de cena, Fábio Cuelli.

A peça recebeu quatro indicações ao Prêmio Açorianos, vencendo na categoria ator (Heinz Limaverde).

 

→ Ficha técnica:

Direção: Liane Venturella e Nelson Diniz; Elenco: Carlos Ramiro Fensterseifer e Fábio Cuelli; Iluminação: Nara Maia; Cena Sonora Original: Álvaro RosaCosta; Cenário: Rocco Rodrigo; Figurinos: Carlos Ramiro Fensterseifer.

 

REALIZAÇÃO NOVEMBRO DAS ARTES:
Projeto Gompa, Incomode-Te, Quimera Criações Artísticas, Teatro Ateliê e Coletivo Desvio

Arte gráfica: Jéssica Barbosa
Mídias Sociais: Laura Hickmann
Assessoria de imprensa: Léo Sant’Anna

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s